Brasil desenvolve projeto inédito na indústria aeronáutica

posted May 1, 2010, 5:50 AM by Unknown user   [ updated May 1, 2010, 6:02 AM ]
Um projeto inédito na indústria aeronáutica mundial é implantado no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos (SP). Trata-se do Laboratório de Automação da Montagem Estrutural de Aeronaves (Lame), desenvolvido pelo ITA em parceria com a Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) e apoio financeiro da Financiadora de Estudos e Projetos (FInep/MCT). As instalações, que foram apresentadas ao público este ano, permitirão ao País produzir aeronaves com mais precisão e menor custo. 

O novo espaço complementa o Centro de Competência em Manufatura da Divisão de Engenharia Mecânica do ITA, além de capacitar recursos humanos em aeronáutica. Instalado em uma área de 300m², o Lame é composto por um conjunto constituído de dois robôs industriais de alta capacidade de carga e grande volume de trabalho. Entre os equipamentos, dispositivos e sistemas que integram o Laboratório estão também uma célula de medição de grandes volumes e um equipamento robótico multitarefa com capacidade de furação, cravação e inspeção de rebites. 

O processo de nivelamento e alinhamento automático de fuselagens é feito com o uso dos dois robôs. Eles são orientados por sistemas GPS indoor, laser tracker, laser radar e sistemas óticos. Nesse processo, o robô posiciona uma parte da fuselagem em relação a outras de maneira a compor uma estrutura de aeronave completa. Os pesquisadores estudam ainda uma solução complementar de alinhamento, que utilizará um terceiro robô especificamente projetado e construído para a tarefa. O projeto é coordenado pelo professor Luís Gonzaga Trabasso, do ITA, e pelo engenheiro Marcos Leandro Simonetti, da Embraer.

As principais vantagens da tecnologia empregada no Lame, em comparação com as convencionais, são uma grande redução no tempo e alta precisão na montagem. O processo automatizado deve funcionar de forma completa na Embraer dentro de dois anos.

FONTE: Ministério da Ciência e Tecnologia
Comments